3 dicas para iniciar uma estratégia de redução de custos em sua clínica odontológica - Odonto Finanças
Blog
Gestão Financeira
08
Jan
2020
3 dicas para iniciar uma estratégia de redução de custos em sua clínica odontológica

3 dicas para iniciar uma estratégia de redução de custos em sua clínica odontológica

Podemos melhorar o lucro de nossa clínica fechando mais orçamentos, ou seja, vendendo mais. Entretanto podemos melhorar o lucro gastando menos. Uma estratégia de redução de custos, principalmente em tempos de crise financeira e desemprego, o que afeta enormemente as vendas, não pode ser ignorada!

A seguir listamos 3 dicas para iniciar uma estratégia de redução de custos. Boa leitura!

 

1 – ANALISE SUAS DESPESAS;

Os primeiros passos para implementação de estratégia de redução de custos é saber exatamente como e com o que a sua clínica está gastando. Muitas empresas acabam gastando muito, justamente por não saber com o que se gasta. É extremamente importante ter registrado todas os gastos realizados pela empresa, desde gastos maiores até os mais irrelevantes (a soma destes gastos irrelevantes, as vezes vai te surpreender).

Agrupe os gastos por categorias, assim fica mais fácil analisar suas despesas e saber onde é possível corta-las ou reduzi-las.

Elimine os gastos supérfluos e que não esteja em sintonia com o que deseja seu cliente, pois o cliente só valoriza o que ele percebe como um diferencial. Não justifica você manter vagas de estacionamentos para seus clientes se a grande maioria deles não utiliza o carro próprio para ir às consultas. Assim, é de suma importância ter em mente o que deseja seus clientes, o que é realmente importânte para eles e assim conseguir oferecer aquilo que ele esperam encontrar na sua clínica.

 

 2 – NEGOCIE COM SEUS FORNECEDORES;

 

Ter um fornecedor de confiança que te atenda a tempo e a hora não tem preço! Por mais que esta expressão tenha seu fundo de verdade e possa te trazer algumas vantagens é importante estar atento aos preços praticados por outros fornecedores da mesma área. Esta "vantagem" pode estar te custando caro demais!

Não se sinta incomodado em negociar com seu "fornecedor de confiança", conduza uma negociação onde o ganho mútuo seja o objetivo e que todos possam sair ganhando. Sim! Isto é possível e, pode ter certeza, ele não vai ficar chateado com você!

Em alguns casos, uma eventual troca de fornecedor pode ser a chave para uma redução dos custos da empresa. Analise periodicamente seus pacotes de telefonia, de tv por assinatura, de segurança eletrônica, etc.

Outra opção é estar adequadamente inserido no melhor regime fiscal e tributário. Converse com seu contador sobre sua situação e quais seriam as suas opções.

 

3 – ORGANIZE SEUS PROCESSOS;

A ineficiência dos processos da empresa é outro fator que eleva os custos, assim melhorar os processos internos, evitando perdas, vai ajudar na redução dos custos. Um dos grande vilões são os horário ociosos. Um número excessivo de faltas as consultas por parte dos pacientes ou uma agenda com muitos horários vazios é, sem dúvida um grande problema. Ter um processo eficiente de confirmação de consultas e/ou de reagendamento, para evitar estes horários ociosos é de suma importância!

Outra situação em que os processos internos não podem falhar é na aquisição de insumos e materiais para a realização dos procedimentos. Não conseguir concluir o tratamento naquela sessão por falta de material ou por atraso na entrega do laboratório de próteses, vai gerar uma nova consulta para conclusão do procedimento, gerando custos extras.

E por fim, o cancelamento das consultas do dia por causa de problemas técnico que poderiam ter sido solucionados com uma manutenção preventiva, vai ocasionar uma perda daqueles horários daquele dia.

 

Gostou deste assunto?!

Acesse o link abaixo e baixe o e-book sobre este tema!

https://conteudo.odontofinancas.com.br/c1

 

ODONTO FINANÇAS

Comente essa publicação

Fale conosco