3 DICAS PARA UM CONTROLE EFICIENTE DAS FINANÇAS DA SUA CLÍNICA ODONTOLÓGICA - Odonto Finanças
Blog
Gestão Financeira
05
Fev
2020
3 DICAS PARA UM CONTROLE EFICIENTE DAS FINANÇAS DA SUA CLÍNICA ODONTOLÓGICA

3 DICAS PARA UM CONTROLE EFICIENTE DAS FINANÇAS DA SUA CLÍNICA ODONTOLÓGICA

Desenvolver um controle financeiro adequado de sua clínica ou consultório odontológico é essencial! Através de um controle financeiro adequado o gestor poderá ter em mão informações exatas que ajudarão na tomada de decisão e condução da empresa ao sucesso.

Abaixo listamos 3 dicas para ter um controle financeiro mais eficiente de sua empresa odontológica:

1 – Mantenha toda a sua movimentação financeira registrada:

Ter o hábito de registrar as operações financeiras da empresa é o ponto de partida para a implementação de uma boa gestão financeira. Estes registros servem de base para que o gestor consiga identificar, analisar e corrigir o caminho a ser seguido.

Comece criando uma rotina para estes lançamentos. Lembre-se de anotar tudo: os pagamentos realizados pelos seus pacientes, as despesas pagas, as retiradas dos sócios, etc. Assim, você terá uma fonte de informações confiável para saber por onde o dinheiro da empresa está circulando, além de evitar desvios de valores.

Estes registros podem ser realizados em sistemas informatizados, planilhas de computador e até mesmo em planilhas de papel. Cada uma destas opções tem suas vantagens e desvantagens. Identifique qual a melhor se adapta a sua realidade mão a obra!

 

2 – Conheça os custos de cada procedimento realizado em sua clínica:

Calcular os custos de cada procedimento realizado por sua clínica não é tarefa fácil, mas é essencial. Somente após calcular estes custos, poderemos realmente saber qual a nossa margem de lucro, quanto de desconto poderei dar ao meu cliente sem ter prejuízo ou até mesmo se é vantajoso atender a pacientes de convênios odontológicos.

Para conseguir realizar este cálculo é fundamental saber o valor de cada item que compõe a realização deste procedimento como, material de consumo, mão de obra, uso da estrutura física, o tempo gasto para a realização do trabalho, custo de laboratório, etc.

 

3 – Não perca o controle dos custos de sua clínica odontológica de vista:

Os custos de uma empresa podem ser comparados às unhas: Estão sempre crescendo lentamente e de forma quase imperceptível. E assim como as unhas, devem ser periodicamente avaliadas e aparadas.

A análise dos custos da clínica odontológica deve ser realizada periodicamente e ao detectarmos o crescimento forra do previsto de um custo devemos imediatamente analisar o motivo. Para facilitar esta análise separe os custos em grupos: crie um grupo para material de escritório, outro para laboratório de prótese, um para manutenção de equipamentos, etc.

Lembre-se que sempre podemos encontrar alguma alternativa com um custo mais baixo e com a mesma qualidade. Negocie com seus fornecedores, corte o supérfluo e o que não está em conformidade com o que seu cliente deseja!

Gostou deste assunto?!

Baixe o E-BOOK deste artigo! Clique no link abaixo:

https://conteudo.odontofinancas.com.br/c2

 

ODONTO FINANÇAS

Comente essa publicação

Fale conosco