5 SINAIS QUE VOCÊ PRECISA MELHORAR A GESTÃO FINANCEIRA DA SUA CLÍNICA ODONTOLÓGICA - Odonto Finanças
Blog
Gestão Financeira
12
Fev
2020
5 SINAIS QUE VOCÊ PRECISA MELHORAR A GESTÃO FINANCEIRA DA SUA CLÍNICA ODONTOLÓGICA

5 SINAIS QUE VOCÊ PRECISA MELHORAR A GESTÃO FINANCEIRA DA SUA CLÍNICA ODONTOLÓGICA

A parte financeira é uma área importantíssima na gestão CLÍNICAS ODONTOLÓGICAS!

 E assim, devemos estar muito atenta as questões relacionadas à administração destas clínicas. O fato é que na graduação este tema e, quando muito, é abordado superficialmente e a grande maioria dos dentistas não estão bem preparados para administrar suas clínicas odontológicas. Pensando nisto listamos aqui 5 sinais que vão ajuda-lo a saber a necessidade de melhorar sua gestão financeira.

Boa leitura!

 

1 – Usando papel;

O registro das movimentações financeiras da clínica odontológica é o primeiro passo para a gestão financeira. Devemos registrar todas as movimentações financeiras para que possamos extrair, destes registros, as informações necessárias para desenvolvermos as melhores estratégias, tomarmos as decisões mais acertadas e assim conseguir os melhores resultados possíveis.

Estes registros podem ser realizados utilizando sistemas de gestão, planilhas computadorizadas e até mesmo registrado em papel. A questão aqui é o passo seguinte. Usando o papel para o registro, os cálculos para se obter os índices financeiros, as análises em gráficos, ficam comprometidas ou vão demandar muitíssimo trabalho e apresentar uma grande margem para a ocorrência de erros, assim, você vai acabar desistindo de realizar as análises e de efetivamente gerenciar as finanças da sua clínica odontológica.

A utilização de sistemas de gestão ou o uso de planilhas computadorizadas, vão agilizar absurdamente este trabalho de cálculo e construção de gráficos, o que facilita e economiza um tempo gigantesco.  Imagine só! Você dedicando apenas 1 hora por semana no registro e análise dos indicativos financeiros da sua clínica odontológica! Sonho? Não! Tecnologia...

Analise as opções disponíveis no mercado de sistemas de gestão, ou se você entende um pouquinho de computação, desenvolva uma planilha que atenda às suas necessidades e informatize a gestão financeira de sua clínica odontológica imediatamente.

 

 

2 – Pessoal x profissional;

Usar a mesma conta bancária da empresa para a movimentação pessoal, ou o contrário, é uma prática muito comum, porém extremamente nociva à gestão financeira da clínica odontológica e das finanças pessoais. Esta prática confunde completamente desenvolvimento do fluxo de caixa, dificulta a análise dos registros e confunde o que é dinheiro da empresa e o que é seu dinheiro.

Outro problema é o pagamento de despesas pessoais com o dinheiro da clínica odontológica. Uma vez despesas pessoais, estas não estarão nos custos dos procedimentos, o que significa que a clínica não estará preparada para o pagamento de tais despesas. Estabeleça uma forma de remuneração para você. Siga o mercado, ou seja, se os dentistas que trabalham em clínicas, recebem uma porcentagem pela produção, estabeleça isto para você também, defina uma data para que você receba sua remuneração.

Abra uma conta pessoal e uma conta para a clínica, no dia estabelecido para receber sua remuneração, transfira o dinheiro da conta da clínica odontológica para a sua conta pessoal.

Por mais que o dinheiro da clínica seja seu também a questão aqui é o momento em que o dinheiro da clínica estará disponível para você usá-lo nas finanças pessoais, sem comprometer o fluxo de caixa, as contas a pagar e a necessidade de capital de giro.

Esta separação de contas vai ajudar enormemente a sua gestão financeira da sua clínica odontológica.

 

3 – Está atento somente as maiores despesas;

Normalmente julgamos as despesas maiores as que mais afetam o desempenho da empresa e dispensamos uma atenção enorme sobre o controle delas, esquecendo de cuidar das despesas menores.

Muitas vezes não damos a atenção necessária as despesas menores, simplesmente pelo fato de não registrarmos estas despesas. É fundamental ter registrado todas as movimentações financeiras, das maiores as menores, das mais relevantes a mais insignificantes, registre tudo.   A análise correta das despesas só é possível de ser feita após o tudo ter sido registrado corretamente.

Tenha o mesmo cuidado com as despesas menores, que se tem com as grandes despesas, monitore seu comportamento ao longo do tempo e se perceber o surgimento de despesas irrelevantes à sua clínica odontológica ou uma despesa crescendo muito fora do padrão de crescimento da clínica, faça os ajustes necessários e mantenha as suas despesas menores também sobre controle, pois quando estas pequenas despesas são somadas o resultado é quase sempre assustador.

 

4 – Está focado apenas em atender os pacientes;

Estar exclusivamente focado no atendimento aos pacientes (atendimento técnico odontológico) e não dispor de tempo para os assuntos administrativo da clínica odontológica pode te lavar a sensação que você trabalha, trabalha e trabalha e as coisas não saem do lugar!

Reserve um tempo exclusivo para resolver as questões administrativas, desenvolva um sistema de gestão que lhe permita analisar e desenvolver as estratégias de forma prática e eficiente, para que você não precise resolver a mesma coisa mais de uma vez.

No momento de escolher seus colaboradores pense em alguém que você possa delegar algumas funções administrativas e, assim, facilitar a gestão da sua clínica odontológica.

Lembre-se "tempo é prioridade! "

 

5 – Não se interessa pela gestão da empresa;

Não é raro ouvir dentistas dizendo que não gostam dos assuntos administrativos da clínica odontológica. Por mais que você tenha se formado dentista e o que realmente te dá prazer no trabalho é atender seus pacientes, alguma atenção à administração deve ser dispensada. Não gostar da gestão da clínica, não pode se tronar uma desculpa para deixar, um assunto tão importante e fundamental de lado.

Busque por conhecimento lendo a respeito ou participando de cursos, procure aprender e aprimorar-se sobre gestão. Gostamos mais daquilo que entendemos!

Contratar uma consultoria externa pode ser uma boa forma de você começar a se interessar pelo assunto. Um especialista poderá desenvolver uma estratégia de gestão que te aproxime do tema e desenvolva, com você, uma estratégia de gestão interessante e positiva. Seu interesse vai aparecer junto com os resultados positivos que provavelmente virão!

Gostou do assunto!

Acesse o link para baixar o e-book sobre o tema!

https://conteudo.odontofinancas.com.br/c6

ODONTO FINANÇAS

Comente essa publicação

Fale conosco